REGULAMENTO DO CAMPEONATO CEARENSE DE BICICROSS 2018

 

 

O Campeonato Cearense de Bicicross, assim como as demais competições oficiais dessa modalidade, no Estado do Ceará, serão promovidas /supervisionadas pela Federação Cearense de Ciclismo (FCC), com parceria das entidades do inteiror e da capital, seguindo as principais diretrizes da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

 

1. Dos participantes.

Poderá participar do CAMPEONATO CEARENSE DE BICICROSS do ano de 2018 pilotos filiados e não filiados. Os atletas não filiados poderão participar, pagando uma taxa extra no valor de R$ 10,00 (dez reais) por etapa, e que não estejam penalizados nas formas do regimento interno da FCC.

 

1.2 Ranking

 

Somente os pilotos filiados poderão somar pontos para o Ranking Final do Campeonato Cearense de Bicicross (BMX) da temporada 2018. Os pilotos não filiados não somarão pontos para o Ranking do certame estadual nem poderão usufruir de qualquer benefício que a Federação Cearense de Ciclismo dispuser aos seus atletas filiados. O atleta que se filiar no decorrer do campeonato cearense começará a pontuar para ranking a partir da data do pagamento da sua filiação, não sendo computados os pontos das etapas anteriores que por ventura o atleta tenha participado sem estar devidamente filiado.

 

2. Etapas.

O Campeonato Cearense de Bicicross de 2018 tem previsão de acontecer em 05 (cinco) etapas, podendo ser acrescida de mais uma etapa (a critério da Federação), distribuídas nos municípios do estado do Ceará (o número de etapas depende da condição técnica da pista e das parcerias com as entidades do interior e capital). As provas serão iniciadas no horário pré-definido FCC em concordância com a entidade local aonde a etapa realizar-se-á. Os atletas deverão ser informados sobre o horário do início da prova com pelo menos 7 dias de antecedência.

 

2.1 Os Municípios sedes das etapas.

Somente poderão realizar uma etapa do campeonato estadual o município que apresentar condições estruturais e técnicas necessárias a realização de um evento desse porte (Pista em boas condições, Ambulância, presença da guarda municipal, Iluminação)

 

 

 

 

3. Classes e Categorias.

As classes serão definidas pelo ano de nascimento dos pilotos e serão disputadas nas categorias Challengers (Feminino e Masculino), Cruiser, Elite Men e ou Mountain Bike Cross (MTB).

 

3.1. Aro 20 - Challengers e Elite.

Categorias: Até 08 anos, 09/10, 11/12, 13/14, 15/16, 17 a 29, 30/39 anos, 40 anos e +, Elite Master (30 anos+), Elite Men  (Categorias).

 

3.2. Girls (Feminino)

Categoria: até 10 anos; 11 a 13 anos;  Super Girls (03 Categoria).

 

3.3. Cruiser (aro 24).

Categorias: Super Cruiser (01 categorias)

 

3.4. Mountain Bike (aro 26, 27,5 ou 29).

Categoria: Mountain Cross (01 Categoria)

 

As Categorias acima, somente serão mantidas se na primeira etapa contarem, cada uma, com no mínimo 03(três) inscritos, caso contrário a categoria será transferida para uma de classe superior, salvo as categorias a partir de 30 anos (conforme regulamento oficial da CBC).

 

3.5. Os pilotos das categorias challengers e Cruiseres, terão que fazer o traçado da Seção Expert, quando a pista tiver dois traçados.

 

3.6. Os pilotos da categoria Elite Master terão que passar obrigatoriamente pelo traçado da Seção Expert. quando a pista tiver dois traçados.

 

3.7. Elite Men

As categorias Elites são abertas a todos os pilotos maiores de 17 anos. Porém os atletas a partir de 15 anos que tenham autorização, por escrito, dos pais ou responsáveis legais podem optar pela categoria Elite. Os pilotos dessas categorias são obrigados a utilizarem o traçado da Seção Pró, quando a pista tiver dois traçados.

 

4. Contagem de pontos para o Ranking Estadual.

 

4.1 Todos os atletas oficialmente participantes do campeonato, que chegarem as suas respectivas finais, contaram pontos para o ranking final.   

 

4.2. Na fase final de cada etapa os pilotos receberão a seguinte pontuação básica:

 

1º colocado - 50 pontos

2º colocado - 45 pontos

3º colocado - 41 pontos

4º colocado - 38 pontos

5º colocado - 35 pontos

6º colocado - 32 pontos

7º colocado - 30 pontos

8º colocado - 28 pontos

4.3. As provas contarão com fase Classificatória, Quartas de Finais, Semi-finais e Finais. De acordo com a quantidade de pilotos inscritos. Mesmo nas categorias que tenham 8 atletas ou menos serão somados os pontos das três baterias classificatórias e o último colocado após a soma dos pontos ficará fora da fase final. Portanto, haverá fase classificatória em todas as categorias.

 

4.4. Para definição final do campeonato serão considerados os resultados de todas as  etapas.

 

4.5. Critério de desempate

1º - Maior número de primeiros lugares.

2º - Maior número de segundos lugares e assim sucessivamente até a 8ª posição.

3º - Participação no maior número de etapas.

 

5. Disposições Gerais

 

5.1. Um piloto nunca poderá estar inscrito em categoria inferior à sua respectiva idade. Caso isso ocorra a responsabilidade será dos pais ou do próprio piloto que deve, sempre, antes do início de cada competição verificar nas súmulas se a inscrição está na categoria correta. Já para a categoria Elite Master os atletas de idade inferior a 30 anos não poderão se inscrever nessa categoria, conforme regras da UCI. Caso isso ocorra a responsabilidade será do próprio piloto que deve, sempre, antes do início de cada competição verificar nas súmulas se a inscrição está na categoria correta.

 

5.2. O piloto que não largar duas das baterias da fase classificatória estará automaticamente desclassificado da etapa, qualquer que tenha sido o motivo de não largar, com exceção ao piloto que estiver sob atendimento médico. Neste caso o árbitro geral deverá ser comunicado.

 

5.3. Todo piloto que largar deverá cruzar a linha de chegada. Não cruzando, poderá ser punido com o número máximo de pontos de uma bateria, mais um, ou seja, nove pontos, qualquer que seja o número de pilotos na bateria. Não haverá punição ao piloto impossibilitado de cruzar a linha que, por causa de um acidente no percurso, for conduzido ao departamento médico.

 

5.4. No caso de dois pilotos se acidentarem juntos, receberão o mesmo número de pontos.

 

5.5. No caso de acidentes distintos na mesma bateria, o que percorrer a maior metragem de pista receberá a pontuação seguida aos que cruzaram a linha de chegada.

 

5.6. Todo piloto deverá cruzar a linha de chegada e posicionar-se junto ao poste de acordo a sua posição de chegada, para conferência, pelos fiscais de chegada. O piloto que assim não proceder perderá o direito de qualquer reclamação posterior.

 

5.7. O piloto poderá protestar sobre qualquer incidente ocorrido durante sua bateria, para tanto deverá fazê-lo por escrito, de forma simples e direta, junto a organização da prova. Qualquer forma de protesto diferente não será atendida, pois todos os protestos serão encaminhados, se necessários, ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

 

5.8. O piloto que dirigir-se com desrespeito, palavras ou gestos obscenos a qualquer membro da equipe de trabalho, outro piloto ou entidades organizadoras da prova, poderá ser desclassificado da etapa e ainda poderá sofrer outras punições de acordo com o Regulamento Geral da Federação Cearense de Ciclismo, CBC e da UCI.

 

5.9. O piloto também será penalizado a critério da direção da prova, pela atitude de desrespeito praticado por seus pais.

 

5.10. Penalidade para mudança de posição na raia de largada – o piloto será penalizado com a última colocação da bateria.

 

5.11. O salto ou pulo da Grade de Largada e a puxada são ilegais. Nas classificatórias haverá notificação ao piloto que cometer qualquer um desses tipos de falta. Uma segunda falta ainda na classificatória, significará a passagem do piloto para último lugar na bateria. Nas finais (Oitavas de final, quartas, semi e final), uma falta dessa natureza  acarretará a desclassificação direta do piloto.

 

5.12. O piloto que, de forma intencional, interferir na pilotagem do seu oponente colidindo de forma contundente, será penalizado com a última colocação da bateria acrescidos de 2 (dois) pontos. Ficando sobre a interpretação do arbitro o mérito do ilícito. 

 

OBS: Se durante a competição houver algum tipo de infração por um piloto, caberá aos árbitros da prova a analise e, se for o caso, determinar as punições.

 

6. Equipamentos de Competição

A - É obrigatório o uso de um capacete (aberto ou fechado na face), se for usado um capacete aberto preferencialmente deve-se usar  uma queixeira.

B – É obrigatório o uso camisas com mangas compridas, as mangas devem ser até os pulsos.

C - A calça deve ser de material próprio ou um jeans resistente. Elas devem ser apertadas na altura do tornozelo para que não pegue na coroa ou na corrente. As bermudas permitidas tem de ser de material resistente ou o mesmo tipo de material que são usadas nas calças próprias para a prática do BMX ou Motocross, mas somente poderá ser usada a referida bermuda com o uso de caneleira e joelheira.

D – Uso de tênis ou sapatilha próprios para a prática do BMX.

E - Luvas são recomendadas.

 

6.1. A bicicleta

A - O tamanho das rodas para a competição nas categorias standard será o aro 20, na categoria cruiser serão entre 22 1/2 a 26, 27,5 ou 29..

 

B - Bicicletas da categoria cruiser não podem ser usadas em outras categorias.

 

C- Os eixos não podem sobressair mais de 5mm da roda, todas as peças devem estar ajustadas de acordo com uma bicicleta de competição ou seja devem estar firmemente montadas.

E – O Guidão, o Garfo, o Quadro, o Movimento Central  e as demais peças da bicicleta devem estar em boas condições de uso para não colocar em risco a integridade física dos atletas.

 

7. A Placa de Identificação

7.1  A placa de identificação dos pilotos devem ser afixadas na frente do guidão.

7.2 Devem fundo branco com números em cor preta ou fundo preto e números em cor branca.

 

8. O valor das inscrições

 

8.1 Categoria Elite Man

A taxa de inscrição será de R$ 60,00. A premiação desta categoria será igual à das demais categorias, com troféus para os cinco (05) primeiros. Haverá, no entanto, premiação em dinheiro, no valor mínimo de R$500,00. Poderá, a critério da entidade local, ser acrescido mais algum valor.

 

1º lugar 50% - 2º lugar 30% - 3º lugar 20% .

 

8.2. Categoria Super Cruiser

A taxa de inscrição será de R$ 50,00. A premiação desta categoria será igual à das demais categorias, com troféus para os cinco (05) primeiros. Haverá, no entanto, premiação em dinheiro, no valor mínimo de R$ 250,00. Poderá, a critério da entidade local, ser acrescido mais algum valor

 

1º lugar 50% - 2º lugar 30% - 3º lugar 20%.

 

8.3 Categorias Elite Master.

A taxa de inscrição será de R$ 50,00. A premiação desta categoria será igual à das demais categorias, com troféus para os cinco (05) primeiros. Haverá, no entanto, premiação em dinheiro, no valor mínimo de R$ 250,00. Poderá, a critério da entidade local, ser acrescido mais algum valor

 

1º lugar 50% - 2º lugar 30% - 3º lugar 20% .

 

 

8.4 Demais categorias

A taxa de inscrição será de R$ 40,00.

 

9. Premiação das Etapas

 

9.1. Categorias: Challengers, Elite, Cruiser, Feminino - Troféus para os 05 primeiros colocados. Os atletas das categorias Elite Men e Elite Cruiser, além dos troféus, tem um prêmio em Dinheiro conforme os itens 8.1 e 8.2 deste regulamento.

 

 

 

10. Normas para inscrição de pilotos nas etapas do campeonato:

 

As inscrições dos pilotos deverão ser feitas 2 (dois) antes da prova. Salvo, algum imprevisto devidamente justificado (cabe a organização da prova o julgamento de tal fato).

 

Os pilotos de outras localidades (cidades) poderão ser inscritos via email ou link disponibilizado pela organização da prova. A confirmação das inscrições deverão ser feitas pelo responsável ou dirigente de cada cidade seguindo a tabela padrão designada pela FCC, contendo o nome, data de nascimento, categoria, cidade e número da placa.

 

10.3. Das Alterações das inscrições.

 

Qualquer alteração sobre as inscrições poderão ser feitas pelo responsável ou dirigente da delegação.

 

10.4. Encerramento do horário de Pagamento das inscrições:

 

Encerrar-se-á com 4h00hs antes do início da prova. O piloto deverá se informar junto ao dirigente de sua cidade sobre a confirmação de sua inscrição. No caso da não efetuação do pagamento até o horário pré-estabelecido o atleta está automaticamente eliminado da prova. Salvo, algum imprevisto devidamente justificado. 

 

11. Segurança

A Federação Cearense de Ciclismo, tendo como prioridade zelar pelo bem-estar e a segurança dos pilotos, cuidando para que os mesmos estejam em condições adequadas para participar das competições, irá solicitar as entidades parceiras que disponibilizem uma ambulância e/ou uma equipe de socorristas, que deverão efetuar o atendimento de primeiros socorros durante toda a prova.

 

Nos casos mais graves, em que o piloto precisar de atendimento especializado, ele deverá ser encaminhado para o Hospital Público mais próximo ou, se possuir plano de saúde, será encaminhado para o hospital em que seu plano de saúde for aceito (a informação da existência do plano de saúde deve ser dada a organização da prova, antes do encaminhamento ao hospital). A FCC poderá vetar todo piloto que não utilizar os equipamentos de segurança adequadamente, assim como, impedir de correr os pilotos que não se encontram em condições físicas ou clínica ideais.

 

Se durante a competição, algum fator determinar risco para os pilotos, seja na pista ou devido a alterações ambientais a FCC poderá solicitar à direção de prova a paralisação temporária ou completa do evento. Quando houver um acidente na pista a prova poderá ser paralisada para ter condições adequadas de atendimento.

 

Aplicam-se suplementarmente a este Regulamento, o Estatuto da Federação Cearense de Ciclismo, bem como Normas Gerais de Competição da CBC e da UCI. Este regulamento será aplicado a partir da 1ª Etapa do Campeonato Cearense de Bicicross e/ou todas as outras competições supervisionadas e  chanceladas pela Federação Cearense de Ciclismo.

ATUALIZADO em 26.02.2018

Vice Presidente e Coordenador de BMX Marcos Henrique

Presidente Eduardo Lopes

Federação Cearense de Ciclismo – FCC

CNPJ: 06.621.825/0001-00

Av. Washington Soares, 4835

Fone: (085)988595306/ 996096588

presidencia@fcc.esp.br

www.fcc.esp.br